Skip to content

Homenagem ao Dr. Tondela e Cruz

Homenagem ao Dr. Tondela e Cruz, do colega Carlos Humberto Paulos

À memória do Dr. Tondela

Faleceu o colega Fernando Henrique Tondela e Cruz. Apagou-se uma luz, tal qual farol que guiou, os filhos, os colegas e os amigos. Que eram imensos. Tinha o dom da comunicação, do humor, da inspiração profissional e deontológica. Foi um entusiasta do Sindicato e esteve na linha da frente para a criação da Ordem e da Codivet.
Na profissão estrita – a paixão contagiante pela anatomia patológica, tenho bebido avidamente as bases lectivas do Prof. Dr. Joaquim Monteiro da Conceição – de quem foi assistente – com todas as inovações da colorações histopatológicas, trazidas de Leipzig. Destacou-se nomeadamente na patologia aviária, em que era verdadeiro mestre (primeiro porque em Angola – na Avicuca as condições extremas de uma avicultura intensiva já, mas incipiente, bem como logo a seguir em Portugal, com as limitações alimentares decorrentes dos cereais da ajuda ao terceiro mundo- com a omnipresença das micotoxinas, levavam a quadros patológicos específicos, que não escapavam ao seu espírito sagaz e atento.
Ao mesmo tempo que, com o seu espírito irrequieto e indomável dinamizava a brigada avícola do Norte – verdadeira linha da frente da extensão rural – contra ventos e marés, sobretudo directivas-tal não era o nosso âmbito, não descurava a investigação fosse no campo da virologia- onde se destacou com a descoberta da Doença de Gumboro, síndroma da Reovirose e no contributo para o diagnóstico da doença de Newcastle, fosse na bacteriologia, com o seu contributo impulsionador para a caracterização da salmonelose em Portugal. Fazia a rotina de necrópsias no Laboratório e no campo, fosse nas epidemias de peste suína africana ou peripneumonia contagiosa, no botulismo ou enterotoxémia sempre com o mesmo entusiasmo contagiante Escrevia sempre, incansavelmente, relatórios de necrópsias, ou pareceres das inspeções para as Actividades Económicas, ou para a jurisprudência de especialista e conseguia levantar a cabeça e desanuviar o clima com o seu requintado humor..
Em todas as palestras, conferências ou congressos, intervinha sempre, com pontos de vista que escapavam à maioria.
Empresarialmente destacou-se na produção suinícola, onde, na sua exploração, fazia questão de aplicar as mais modernas técnicas de maneio e diagnóstico, com resultados dignos de autêntica vanguardia.
Para além de tudo isso ainda a sua incursão pela sua clínica de pequenos animais de companhia- começada na época do serviço militar, com os cães paraquedistas da Força Aérea, onde a cirurgia ocupava lugar de destaque.
De forte sentido de humor, conseguindo contemporizar as relações humanas, com o sentido de braço amigo na amizade incondicional e baluarte de orientação e impulsionador profissional a todo o colegas que o abordasse.
Tão polivalente e multifacetado, tão magnânimo, tão excelente, deve constituir para toda a classe e para todo o sempre, exemplo vivo que se não fina com a sua morte.

Obrigado Tondela por tudo o que foste e nos deixaste. Descansa em paz.

Carlos Paulos

partilhar artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

SNMV 75 anos ao Serviço da Classe Médico-Veterinária

Faça parte. Conheça as vantagens e inscreva-se.