Skip to content

PS quer inviabilizar o SIAC e criar um imposto anual para deter cães e gatos

I. No dia 27 de janeiro de 2020, o Grupo Parlamentar do Partido Socialista (GPPS) apresentou uma proposta de alteração ao Decreto-Lei n.º 82/2019, de 27 de junho que criou o Sistema de Informação de Animais de Companhia (SIAC), a introduzir no Orçamento de Estado de 2020 (OE 2020).

II. Esta proposta de alteração ao Decreto-Lei n.º 82/2019, de 27 de junho, será votada no início da próxima semana, no âmbito das votações do OE 2020.

III. A criação do SIAC foi um marco histórico que integrou os registos dos animais de companhia inscritos no Sistema de Identificação e Recuperação Animal (SIRA), mantido pelo Sindicato Nacional dos Médicos Veterinários (SNMV) desde 1992, e os registos dos animais de companhia inscritos no Sistema de Identificação e Registo de Caninos e Felinos (SICAFE), criado em 2003 e mantido pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), em cumprimento da Resolução da Assembleia da República n.º 155/2016, de 1 de julho.

IV. Nos termos do n.º 3 do artigo 8.º do Decreto-Lei n.º 82/2019, de 27 de junho, e do protocolo celebrado com a DGAV, o SNMV é o gestor do SIAC.

V. A criação do SIAC permitiu, finalmente, ao Estado dispor de uma base de dados de animais de companhia fiável, operacional e completa, o que nunca tinha sucedido. Os detentores de animais de companhia passaram a poder determinar com segurança que os animais lhes pertencem. E, por último, através do SIAC, passou a combater-se com eficácia o abandono de animais de companhia, acautelando o seu bem-estar.

VI. O PS pretende agora alterar profundamente o Decreto-Lei SIAC, consagrando uma solução em que as Juntas de Freguesias têm competências de registo no SIAC, e criando um processo de licenciamento com pagamento de imposto anual para deter animais de companhia, como cães e gatos.

VII. Já se comprovou que este modelo, que vigorou entre 2004 e 2019, não funciona e é burocrático e moroso, desincentivando o registo de animais de companhia e estabelecendo pesados encargos para os portugueses que detêm animais de companhia.

VIII. O SNMV considera que o SIAC será inviável.

IX. Com efeito, as consequências serão imediatas e comprometerão gravemente a saúde pública.

X. Por um lado, o SIAC deixa de ser uma base de dados fiável, operacional e completa, pois atribuir competências de registo às Juntas de Freguesia após a marcação do animal de companhia por Médico Veterinário, leva a que os animais não sejam registados, como se comprovou de forma inequívoca com o SICAFE, de 2004 a 2019.

XI. Por outro lado, a existência de um imposto anual para deter animais de companhia induz a que haja uma fuga maciça ao registo de animais de companhia no SIAC, diminuindo a sua utilidade e fazendo com que o Estado não disponha de dados sobre animais de companhia.

XII. Em consequência, o SIAC deixa de combater o abandono de animais de companhia, que, seguramente, aumentará.

XIII. O SIAC deixa de ser utilizado, regressando-se ao modelo que vigorou de 2004 a 2019, e que não funcionou, eliminando-se uma medida SIMPLEX do Governo anterior.

XIV. Duplicam-se os controlos sanitários de forma desnecessária. O SIAC já regista as profilaxias sanitárias obrigatórias para verificação pela DGAV, não existindo necessidade de controlo sanitário nas Juntas de Freguesia.

XV. Por fim, o SNMV, que sempre disponibilizou o SIRA acautelando o interesse público, mantendo um registo de animais de companhia fiável, operacional e completo, não podendo assumir que o serviço prestado no SIAC tem essas características, certamente que deixará de o prestar.

XVI. Face ao exposto e às votações do OE 2020 marcadas para próxima semana, o SNMV apela ao PS para que esta proposta seja retirada, permitindo que o SIAC possa continuar a funcionar, protegendo a saúde pública e defendendo os interesses de milhões de portugueses que têm animais de companhia.

Lisboa, 30 de janeiro de 2020,

Sindicato Nacional dos Médicos Veterinários

– Pode aceder à proposta 1011C-1 aqui.

– Pode aceder à proposta 1011C-2 aqui.

 

partilhar artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

SNMV 75 anos ao Serviço da Classe Médico-Veterinária

Faça parte. Conheça as vantagens e inscreva-se.